Segurança de Sistemas de Informação

Quanto mais as empresas dependem (e é “obrigatório” que dependam) das Tecnologias e Sistemas de Informação, maior é o risco associado.

Desde das comuns infecções de vírus informáticos, “malware” e ransomware, passando pela prevenção contra perda de informação até ao desenvolvimento de Planos de Recuperação de Desastres (Disaster Recovery Plans), as organizações devem acautelar estar vertentes no seu plano de investimento em igualdade de prioridades com qualquer outra iniciativa de digitalização da sua actividade.

Afinal, de nada ser um Sistema de Informação que, por vulnerabilidades evitáveis, fique de todo inoperante.

A Segurança de Sistemas de Informação deve ser implementada com uma correcta metodologia e deverá ainda ser regularmente auditada e revista face à constante mudança das ameaças existentes.

Adequados desenho, implementação e manutenção de processos e tecnologias de Segurança em Sistemas de Informação bem como a definição de contra-medidas de segurança e recuperação de desastres (Planeamento, Implementação, Revisão e Operação) encontram-se dentro das competências da nossa equipa.